Câncer de colo de útero poderá ser diagnosticado pelo celular

Os smartphones podem ser muito mais úteis do que você imagina. Uma invenção de pesquisadores da Universidade de São Paulo transforma o celular em um microscópio capaz de diagnosticar câncer de colo de útero, terceiro tipo mais comum em mulheres.

Imagem de um celular com um estetoscópio, para ilustrar o aparelho que pode ajudar no diagnóstico do câncer de colo de útero

Equipamento que auxilia no diagnóstico do câncer de colo de útero está em processo de patenteamento

Desenvolvido para o uso em consultórios médicos, o protótipo criado pelos cientistas do Grupo de Óptica do Instituto de Física de São Carlos (IFSC) é capaz de substituir as câmeras científicas tradicionais acopladas em computadores. No entanto, ainda será necessário realizar a biópsia com a coleta de amostra da lesão, para confirmar a presença do câncer.

O diagnóstico é realizado pelo contraste fluorescente gerado pela luz LED azul do microscópio. Para isso, a região analisada deve estar coberta com um corante específico, que evidencia as principais características avaliadas como a quantidade de células e o tamanho de seus núcleos. Por meio da observação das alterações celulares, o especialista poderá identificar a presença da doença.

Em entrevista para o Jornal da USP, a professora Cristina Kurachi explicou que, com o método convencional, dependendo das características do local atingido ou da experiência profissional do médico, a biópsia pode ser insuficiente para realizar o diagnóstico.

Esta não é a primeira vez que pesquisadores propõem o uso de smartphones para o diagnóstico do câncer de colo de útero. Em 2015, os cientistas da faculdade de Medicina de Harvard, nos EUA, já haviam proposto o uso de aplicativos para a detecção da doença.

Por QSocial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *