Jovem cientista monta braços robóticos desde os 14 anos

A pré-adolescência de Easton LaChappelle era como a de qualquer norte-americano, com disputa de basquete entre amigos e jogos no computador. Isso até ele completar 14 anos, quando passou a criar braços robóticos. E o que era uma brincadeira para o garoto virou sucesso no mercado, proporcionando uma nova chance de movimento para pessoas que sofreram acidentes ou nasceram com alguma má-formação.

Braços robóticos criados por jovem de 22 anos são requisitados nos EUA

Com 17 anos, o jovem cientista desenvolveu melhorias para os membros robóticos dignas de um engenheiro formado. Um simples motor de limpador de para-brisas de carro, por exemplo, foi transformado num gerador de movimento para cotovelos.

Após vários testes e o uso de uma impressora 3D, os equipamentos foram aprimorados e tiveram seu custo de produção reduzidos. Não demorou muito para a prótese se tornar a mais requisitada do mercado norte-americano.

LaChappelle também se tornou conhecido nos EUA. Encontrou-se com o ex-presidente norte-americano Barack Obama e conseguiu emprego na Microsoft e na Nasa.

Easton LaChappelle criou a primeira prótese aos 14 anos

Aos 18, o cientista lançou a empresa Unlimited Tomorrow (Amanhã Sem Limites, em inglês) para profissionalizar a venda de suas próteses. Apenas neste ano, arrecadou mais de US$ 1 milhão (cerca de R$ 3 milhões) em uma plataforma de financiamento coletivo. E, no final do segundo semestre, o jovem gênio vai lançar outra campanha de captação de recursos, no IndieGoGo, com o objetivo de criar, testar e doar 100 novos dispositivos.

Cada braço robótico custa US$ 5.000 (cerca de R$ 16 mil) e pesa cerca de 400 gramas. Com o aumento da produção, o jovem cientista espera reduzir o preço de venda do produto para US$ 1.000 (cerca de R$ 3.000) e distribuir gratuitamente as primeiras 100 unidades.

Leia também: Adolescente cria próteses de plástico reciclado

Por QSocial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *