Setor criativo movimenta mais de US$ 500 bi no comércio global

Economia criativa é um campo de produção que valoriza a singularidade e o simbólico, e tem suas commodities na cultura, no conhecimento e na informação.

John Howkins popularizou o termo em 2001, quando publicou o livro Economia criativa: Como ganhar dinheiro com ideias criativas. O setor engloba áreas como moda, artes, design, comunicação.

Em 2015, essa indústria movimentou R$ 155,6 milhões no Brasil. “A economia criativa no Brasil já tem um peso significativo, correspondente a 2,64% do PIB, cerca de 1 milhão de empregos diretos e R$ 2,5 bilhões em arrecadação de impostos.”

A afirmação é do ministro da Cultura, Sá Leitão, durante o lançamento do Manual de Exportação de Bens e Serviços Culturais, que contou com o apoio da Unesco.

O estímulo de governos, empresas e entidades de todo o mundo ao mercado da criatividade se justifica. O último levantamento da Conferência das Nações Unidas sobre o Comércio e Desenvolvimento, em 2012, aponta que o setor movimentou US$ 547 bilhões no comércio global.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *